segunda-feira, 29 de abril de 2013

Importantíssimo para a mãe e para quem vai assistir ao Parto!

Como eu já falei aqui, já assisti a muitos partos. E hoje estava a conversar com a J sobre quem iria assistir e tal e lembrei-me de a avisar que acho importantíssimo quem vai assistir saber com o que vai contar, principalmente se for uma pessoa impressionável. O que eu ando a fazer aqui em casa é falar normalmente sobre o que vai acontecer. Até vídeos do youtube pus o I a ver porque os bebés não nascem, geralmente, lindinhos, limpinhos (só com uns risquinhos vermelhos de sangue e tal), pele cor de rosa e a berrar como nos filmes. Há todo um processo que acho essencial que quem está a ver esteja a contar, porque senão a coisa pode correr mal. O pai, ou quem vai assistir, deve ter noção que o bebé pode não chorar logo, que pode nascer todo roxinho (e até meio azulado), cheio de "peles brancas", e com a cabeça bem tortinha! E que isto não quer dizer que as coisas estão a correr mal! Deve saber que depois de sair, o bebé vai ser limpo e aspirado, o que significa que vão ser usados tubos e outras coisas feias do género. Isto para não falar do parto em si (e relativamente ao parto, pelo menos no que toca a mim, o meu marido está completamente proibido de sair da cabeceira! ai dele que tente espreitar!!!). É que, parece que não, mas pode ser muito aflitivo... "Tanto tempo? Mas não sai? Porque é que ela está a fazer tanta força e não consegue? Será que ela está a fazer tudo bem? Será que o bebé está bem, mesmo depois de tanto tempo ali? Será que não está em sofrimento?". Se mesmo depois de ter assistido a muitos partos, há pensamentos incontroláveis que me passam pela cabeça, imagino alguém que só viu tal a acontecer nos filmes, e que, por acaso, naquele momento, aquele bebé é o seu filho!!!


Por isso, minhas queridas companheiras de barriga, para o vosso bem e de quem vos vai estar a apoiar, assistam a vídeos. Há imensos no youtube e muito jeitosos. Eu já comecei a mostrar ao meu maridão, que nunca sequer pensou em não assistir ao parto, e já me foram postas imensas perguntas - vale a pena! ;)

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

Semana 38

Hoje fazemos 38 semanas. Já nem sei mais que fazer, só esperar... E agora as malas já estão na sala prontíssimas (como se ainda não estivessem... já as fiz e refiz mais não sei quantas vezes...)! 


As contracções lá vão surgindo (mas de forma ainda irregular) e ele continua a tentar furar-me o abdómen (já lhe disse que a porta de saída não é bem por ali, mas não adianta) com pontapés e joelhadas, e de vez em quando faz de conta que a minha bexiga é uma bola e dá-lhe tamanhas cabeçadas que parece que vou à lua!
De resto, tudo fantástico e maravilhoso! 

Segundo o BabyCenter:
Como está o seu bebé
Seu bebé vem engordando a cada dia! Já está bem esperto. Consegue segurar coisas com as mãos, como o cordão umbilical (deve dar uns saltos à corda..). Depois que nascer, vai segurar seu dedo bem forte (já vos disse que estou muito ansiosa? =P). Os órgãos estão totalmente desenvolvidos e no lugar certo. Os pulmões e o cérebro já funcionam, por isso se ele nascer antes das 40 semanas não deve enfrentar nenhum problema (estás a ouvir, filhote?).
Que cor vão ser os olhos? Se a criança nasce já de olhos castanhos, eles devem ficar assim. Mas, se forem cinzentos ou azulados, podem ir para qualquer lado: azuis, verdes, castanho claro e até castanho escuro. A cor só vai se definir lá pelos 9 meses.


Como fica sua vida Estas duas últimas semanas demoram um pouco para passar. Mas é um bom momento para dar os últimos retoques no quarto do bebé ou fazer coisas que depois não vai poder fazer: ir ao cabeleireiro, resolver uma questão no banco, rechear os armários para não ter de fazer supermercado tão cedo... (é a preparação do ninho, estão a ver?)
O inchaço nas pernas e nos pés é bem comum nesta fase, ainda mais se estiver calor. Se você inchar de repente no rosto ou nas mãos, ou aumentar muito de peso de um dia para o outro, avise o médico, porque esses são sintomas da pré-eclâmpsia (só mesmo os pés é que ficam com uma ligeira marquinha, mais nada!).

Participação do pai 
O futuro pai também deve estar mega-ansioso com a chegada do bebé. Pode ser que ele fique aflito de ver a mulher chorando (lágrimas e variações de humor são típicas dessa fase) e se sinta meio impotente (o I grande porta-se lindamente! Pode estar a desesperar, mas como sabe que me tem que segurar, coitado, parece que está sempre óptimo e dá-me todo o apoio, como se me tivesse que proteger a mim =) )
Há várias coisas que ele pode fazer: conferir se está tudo certo com a parte dele da mala da maternidade (isto fui eu que fiz!), ler sobre o que fazer assim que o bebé nascer (andar a ver filmes no youtube também conta?), informar-se sobre como tirar a certidão de nascimento.


Parece que ainda vou ter que esperar (espero que não seja muito tempo), mas continuo com este ar de pessoa com um filho dentro da barriga mas que anda aí toda contente (cá para mim, ele apercebe-se disso e vai-se deixando estar!).

Hoje também foi dia de estar com uma amiga de há muitos anos que também carrega um baby em si, o baby PM =) Então, saímos os 4 para uma esplanadinha, para fazer fotossíntese e ler um livro... Grande piada: ler um livro! Seria se não fôssemos nós ou se não tivéssemos levado a língua connosco!!! Nem uma linha do livro foi lida! =P 

Mas pronto, tirámos a foto da praxe que já cá faltava, para que os pequenos se lembrem mais tarde que já andavam juntos na barriga das mães ;)


E pronto, cá está o baby PM e o baby I a trocarem encontrões entre si, após uma manhã fantástica de sol e de um almoço maravilhosamente cheiroso!

Venham mais dias destes! (mas, meu querido pequenino, os dias serão ainda melhores quando passares da barriga para os braços, podes nascer!)

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

sábado, 27 de abril de 2013

Todas as fêmeas grávidas precisam de um ninho!

A gravidez é um tempo para chocar a cria, ou seja, é um tempo para parar (mesmo que isso possa parecer impossível!), porque sem este passo inicial nada se faz. Para ter as condições para acertar os ponteiros do relógio interno, é necessário interromper a rotina habitual com novas actividades, tais como a não-actividade, e ajustar tempos e ritmos. E assim, é-nos permitido tomar consciência da grandeza deste evento, conectarmo-nos com o bebé que aí vem, com o pai dele, e com todo este momento de vida.
Na natureza, as fêmeas costumam ficar muito agitadas antes do parto, até ao momento que sentem que vão parir e, então, aquietam-se. Connosco, também surge um comportamento semelhante, também preparamos nosso “ninho” (às vezes de forma ainda mais louca que os animais!), e esse instinto, geralmente, intensifica-se à medida que nos aproximamos da data prevista para o parto.



Se até agora achei que isso comigo não iria acontecer, porque fui montando o quartinho com todos os pormenores e toda a calma do mundo, lavando e passando as roupinhas, comprando todos os produtos de higiene, fazendo as malas, e tudo e tudo e tudo!, eis que dei por mim, desde há 2 dias atrás a correr de um lado para o outro, feita barata tonta, a inventar 1001 coisas para fazer, incluindo o que era suposto ser a empregada a fazer quando cá chegasse e não me visse! Desde lavar forras do berço e do mudador de fraldas, a lençóis, cortinados e peluches, a desfazer e refazer as malas, a desesperar quando não sabia de um casaquinho que estava exatamente à minha frente, a lavar biberons (que espero não precisar!), a ver prazos dos alimentos no frigorífico (para gastar os que o prazo de validade está a terminar para breve)! Só de pensar nisto, fiquei cansada!
Ou seja, está provado, este instinto de fazer o ninho é geral e primário nos animais e eu faço mesmo parte do grupo! Não escapei! Se dissesse o que já fiz hoje desde que acordei... 

A par disto - e esta fatia de insanidade não deve caber na cabecinha dos outros animais, e ainda bem para eles! - começam a surgir pensamentos e medos que dantes não existiam... Mas prefiro falar deles mais tarde, depois de passar tudo... Senão a ansiedade instala-se a sério e o miúdo já sofreu que chegasse um dia destes! Até pensei que me ia saltar da barriga, tamanha era a agitação!

Isto aconteceu com vocês?

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Ontem...

... a piquena lembrou-se de mimar o amigo da melhor forma que sabe! Perfeito! :D


E eu pergunto-me: o que será que vai naquela cabecinha?

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

quinta-feira, 25 de abril de 2013

O Rodrigo

O Rodrigo é um menino pequenino, tal como muitos outros, que tem uma doença grave, infelizmente, como muitos outros também... Porquê ajudar o Rodrigo? Quem me dera poder ajudar todos! Mas, e conseguimos ajudá-los todos? É como ajudar um grão de areia de uma praia, sim, mas não vamos ajudar o grão de areia, só porque existem outros?

Eu sempre quis ser médica. Queria ser médica como o meu Pediatra. Era o meu sonho. Desde que me lembro! E por isso, sempre que me perguntavam o que queria ser quando fosse grande, dizia "Pediatra". O meu primeiro exame de acesso à especialidade correu muito mal e entrei numa especialidade que nunca me tinha passado pela cabeça. Entretanto, desisti, e informei-me, de todas as formas e mais algumas se, fazendo novamente o exame e entrando noutra especialidade que não pediatria, poderia entrar depois em pediatria, no fim dessa nova especialidade (porque já sabia que não podia andar sempre a mudar). Então, lá fiz o exame e entrei em Medicina Geral e Familiar. Seria Médica de Família (mas só porque sabia que no final, se quisesse, poderia tentar novamente entrar em Pediatria!!!). Um dos estágios de Medicina Geral e Familiar era a Saúde da Criança, e o meu decorreu no Hospital Maria Pia. E foi o estágio que menos gostei, se é que é assim que me posso referir a ele... Porque não foi só não gostar! Foi desejar que os dias passassem mais depressa, porque me estava a fazer muito mal. Foi ver e ouvir coisas que não pensava ver e ouvir, e foi sentir outras que me deitavam muito abaixo, e tive muitas vezes vontade de vir embora mais cedo só para que não me vissem chorar. Estar doente, com uma doença grave, é muito mau. Mas ver uma criança doente, do meu ponto de vista, é de cortar o coração de todo! E eu via aquelas crianças, como verdadeiros anjinhos, sem perceberem nada do que se estava a passar, só a olhar para os pais, com aqueles olhinhos como quem diz "o que aconteceu?". E os pais, que só as queriam proteger, sem poderem fazer rigorosamente nada, senão dar-lhes todo o seu amor... Foi assim que, mais uma vez, comprovei que Deus escreve certo por linhas tortas: eu nunca na vida teria estômago para ser pediatra. Eu queria ser como o meu, porque o meu via-me no seu consultório privado e apenas seguia o meu crescimento, o crescimento de uma menina perfeitamente normal e saudável, que nunca teve rigorosamente nada que preocupasse os seus pais! Cresci a achar que pediatria era isso. É claro que durante o curso  entendi que seria muito mais, mas nunca tinha chegado ao verdadeiro cerne da questão como cheguei durante o estágio de Saúde Infantil. No fundo, o que o meu pediatra fazia na privada, a mim, era o que eu posso fazer a todos os meninos da minha lista de utentes: segui-los ao longo da vida! E isso sim, é maravilhoso! E, se por ventura, surgir alguma maleita mais específica, graças a Deus, posso pedia ajuda a colegas pediatras, porque eu sozinha, não ia conseguir. É uma fraqueza minha? Se calhar é.. Mas estou a escrever isto e cheia de lágrimas nos olhos, só de me lembrar de alguns dos casos que vi...

Por isso, quando sei destas histórias destes anjinhos inocentes que passam por estes episódios horríveis (e que não deviam ser permitidos), invade-me uma tristeza que me mói muito por dentro. E por isso é que podemos e devemos tentar ajudar ao máximo, como conseguirmos! Neste caso, é o Rodrigo. A união faz a força e uma ajudinha aqui e outra acolá podem ser o suficiente para que ele possa iniciar um tratamento novo e melhorar, ou, quem sabe, ficar curado! Seria um milagre? Claro que sim! Mas vamos todos remar nesse sentido!

Já pensaram em como poderão ajudar?


Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

"Todos por um" no Porto!

Penso que já todos ouviram falar do Rodrigo, um menino de 3 anos a quem foi diagnosticada leucemia, que foi acompanhado no IPO, mas que entretanto teve alta, por já não haver mais opções de tratamento. A única opção, assim, é procurar ajuda fora de Portugal, através de tratamentos inovadores que têm tido bons resultados, mas que não se fazem cá. 

No passado sábado, em Lisboa, ocorreu o "Todos por um", na Escola de Enfermagem da Cruz Vermelha, evento este organizado por um grupo de sete amigas na tentativa de ajudar o Rodrigo (e não só!!!, foi também feita recolha de possíveis dadores de medula óssea). No final do dia, conseguiram 7272 euros para ajudar o Rodrigo!

O "Todos por um" vai realizar-se no Porto, já no dia 5 de Maio - Dia da Mãe!! - com brigada de recolha de possíveis dadores de medula óssea e sangue entre as 9 e as 13 horas na Casa do Vizinho (Rua Costa Cabral, nº 929, 4200-225 Porto). Decorrerá duranto todo o dia, com venda de artigos, workshops e uma tertúrlia.

Vamos ajudar também?



Podemos ajudar de várias formas, nomeadamente, com a doação de peças novas de roupa, comes e bebes, e todas as outras formas que se lembrarem. Entrem em contacto com todosporumporto@gmail.com.

Como sabem, no meu estado actual, provavelmente não poderei estar muito activa neste dia, mas, por exemplo, lembrei-me de ir fazendo já uns bolos, congelo-os e depois levo-os lá no dia. Qualquer ajuda é mesmo isso: uma ajuda! Por isso, vamos lá contribuir com o que pudermos!

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

quarta-feira, 24 de abril de 2013

37 semanas feitas, é tempo de...

... caminhar!


E com um tempo fantástico como o de hoje, nada melhor que poder fazê-lo perto do mar! E sentar numa esplanada na companhia de um bom livro no intervalo da caminhada! O miúdo rolou, pontapeou e joelhou várias vezes - só podia estar a gostar! 


E se antes parecia que o São Pedro estava a ser mauzinho, estava era a escrever certo por linhas tortas (para mim, pelo menos!), porque realmente, de que valia estar um tempão destes se eu não o podia aproveitar? ;) 

E parece que a mudança de lua está para breve... Será que o meu empurrãozinho vai ajudar? Era bom demais!!! 

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

Baby I agradece!

Obrigada, Mammbebe! =)



Meninas que estão a tratar do enxoval dos babies que aí vêm, espreitem só os trabalhos da Mammbebe! Tem coisas giríssimas: desde roupinhas, aos mais variados acessórios que o bebé pode precisar (babetes, fitas para chupetas, lençóis, capinhas para ovo, e muito mais) com a particularidade de serem personalizadas ;) Pessoalmente, adoro!


Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

terça-feira, 23 de abril de 2013

Dia Mundial do Livro

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. É uma data simbólica para a literatura porque, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare. 
A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de Abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Mais recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.



Fui presenteada com este semana passada (thanks, A!!) e iniciei-o ontem! A ideia é ficar lido nestes tempos de espera, a ver se a "espera" é mais curta ;) 
E vocês, que andam a ler?

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Passatempo no Facebook do MAR Shopping com um prémio para lá de bom!




Já ouviram falar deste passatempo? As 3 mães vencedoras terão uma tarde cheia de compras (cheque oferta de 150 euros!) e com o aconselhamento de moda da Fernanda Ferreira Velez do Blog da Carlota! Vale muito a pena! 

A Carlota apresenta-se sempre como uma verdadeira princesa graças à sua mãe, que não só tem extremamente bom gosto, como iniciativas maravilhosas (como a que ocorreu ontem - o Mercadito da Carlota). Por isso, quem participar neste passatempo, está a concorrer para uma excelente oportunidade, não só para as meninas, como para os meninos (porque a Fernanda mostra também muito bom gosto nas suas escolhas para menino).

Como vocês sabem, para já, ainda não posso participar (só se fosse com ecografias!!!), mas mal possa, conto fazê-lo ;)

E vocês?

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

Semana 37

Querido I pequenino, 

Se até agora eu achava muito bem aqueles altinhos (ou altões!!) que se formam em mim de cada vez que te mexes, chegou o momento de te dizer a verdade: não é por aí a saída! Escusas de continuar a tentar furar-me a barriga, principalmente por baixo das costelas direitas, porque não vai acontecer.. E se achei muito bem que até agora não soubesses, já estás grandinho (37 semanas são 37 semanas!) e com capacidade de perceber que é a tua cabecinha que tem que "encaixar" (e não é bem aí...). Estamos conversados? Vá, toca a trabalhar, menino bonito da mãe!


E pronto, cá estamos nós com mais uma semana em cima! =) É tudo a crescer, fisica e psicologicamente. Ou seja, não são só algumas dores que eu nem sabia que iam existir que vão aparecendo, como também a ansiedade crescente para a aventura que se aproxima. 
A Gia também já não se aguenta de ansiedade para conhecer o seu companheiro de vida e para saber o presente que ele lhe vai trazer!!

Segundo o meu amigo semanal Baby Center:

Teoricamente o bebê está pronto. Se nascer a partir de agora, não será mais considerado prematuro, e sim um bebê "a termo". Mas, quanto mais tempo ele ficar na barriga para ganhar peso, melhor. 
Esta semana o bebé está perdendo o lanugo, uma penugem que o cobria até agora. Também perde o verniz caseoso (também chamado de vérnix), que é uma camada gelatinosa que cobria a pele dele para protegê-la. Parte dessa película ainda pode estar lá quando ele nascer.
Tanto o lanugo como o verniz são engolidos pelo bebê, e vão formar seu primeiro cocó, uma mistura quase preta chamada mecónio.
Alguns bebés nascem bem cabeludos, e outros completamente carecas. Saiba no entanto que tanto a cor quanto a textura do cabelo (liso, crespo, grosso, fino) podem mudar depois dos primeiros meses.

Como fica sua vida:

É provável que esta semana tenha dificuldades para dormir (só esta semana????). Há pesquisas mostrando que o terceiro trimestre é o pior para o sono da grávida. Dormir quase sentada, com a ajuda de travesseiros, ajuda a aliviar a azia (só durmo com 5!!! almofadas...).
Nesta etapa talvez você sinta com mais frequência as contracções de treinamento. Às vezes elas vêm seguidas e dão até a impressão de que é o trabalho de parto. Para ser trabalho de parto mesmo, elas têm de ser cada vez mais fortes. 
É possível que tenha mais secreção vaginal. Isso é normal. Um fiapinho de sangue na calcinha também não é motivo de preocupação. Mas procure o médico se tiver sangramento de verdade.


E é assim... Está tudo dito! E feito! Não falta nada...
Malas mais que prontas, post-its em todo o lado para que nada seja esquecido e agora é só o pequeno querer!

Diz que vem aí a melhor sensação do mundo! E eu acredito! =)

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

domingo, 21 de abril de 2013

Parabéns Fernanda!

Até podia haver algumas dúvidas da adesão ao Mercadito da Carlota no Porto, mas a avaliar pelo bocadinho que vi agora de manhã, acho que muitas mais edições deste mercadito fantástico poderão cá voltar!


Não vou dizer que não tive qualquer receio em ir. Amanhã fazemos 37 semanas e só de pensar nas dificuldades que poderia ter em arranjar lugar para estacionar e na multidão que poderia encontrar (mais crianças mais carrinhos), sabendo eu das dores que tenho tido nas pernas e no fundo da barriga, estava mesmo com algumas dúvidas se seria boa ideia. Mas o maridão maravilhoso lá me levou e eu agradeci toda contente!


Nunca estive nas edições de Lisboa, por isso não sei se a adesão é maior, mas a Fernanda está mesmo de Parabéns! Move multidões a sério! E este mercadito, para além de ajudar a Associação Novo Futuro que, por si só, já é de louvar, promove muito as marcas que, de outra forma, não o conseguiriam com tanto êxito. 

Estava tudo muito bem decorado e as pessoas todas satisfeitas nas compras. À Fernanda (muito bem, como sempre), só a vi já a sair com o marido, senão tinha dados os Parabéns pessoalmente, porque realmente merece. Infelizmente não encontrei a pequena Carlota, mas ouvi dizer que já lá tinha estado e que estava um amor!

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

Call the Midwife

Já tinha ouvido falar mas só hoje é que vi um episódio e adorei! Call the Midwife é uma série que passa no AXN white e retrata as histórias emocionantes das parteiras e famílias do East End da cidade de Londres durante os anos 50, muito bem feita e carregada de emoções.


E os kits das crianças fazem as delícias dos meus olhos! Então as touquinhas que eles usam todos!...

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

sábado, 20 de abril de 2013

Com este tempo tão bom e uma barriga tão pesadita...

... só podemos mesmo aproveitar e ir à praia!


O pequeno I fez-me sair da cama às 8, a Gia saltou de alegria e o I grande também se pôs a pé. Tomamos um bom pequeno-almoço (como só podemos fazer em conjunto ao fds) e lá saímos nós. Tempo maravilhoso, estivemos a fazer uma boa fotossíntese, acabamos por almoçar, e depois, claro!, molhar os pés e fazer as delícias da Gia que entrou pelo mar dentro e rebolou como uma doida na areia! Agora está ali que nem se mexe a dormir e ressonar! E eu vou fazer o mesmo (menos a parte de ressonar, claro =P) porque a praia por   si só já cansa, mas a carregar mais 13kg então, é de matar uma pessoa!!!

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

Devaneios de uma grávida de quase 37 semanas que não consegue dormir...

Isto de estar a chegar ao fim da gravidez começa a dar sensações que nunca tinham sido sentidas... e pensamentos que também nunca tinham sido pensados... ou melhor, até podiam ter sido pensados, mas não desta forma...

Se até agora só pensava "vou ter tantas saudades disto", agora só penso "ok, já senti, mas eu quero é vê-lo e tê-lo nos braços"! Amei esta sensação de ter uma vida a crescer dentro de mim, mas já passou muito tempo, já chega. Por mim, já chega. Claro que é maravilhoso agora já praticamente agarrar-lhe um pé (ou um joelho!), saber quando ele está a fazer mais força com o rabinho para um lado ou para o outro (porque a barriga não é capaz de o esconder de tão torta que fica), e afagá-lo como se estivesse a adivinhar as formas ali, dentro de mim. Mas o mau estar que se começa a instalar e a intensificar com os dias mostra que isto não podia durar muito mais. Então acordar de manhã e parecer que ainda não nos deitamos de madrugada, de tão zonza que está a cabeça e de tanto peso que temos nos olhos, porque dormimos durante a noite, mas na realidade não dormimos um sono reparador, dadas as dores e o mau estar... bem...

Por outro lado, tenho a perfeita noção que não faço a mínima ideia do que vai acontecer. Do que vou pensar ou sentir quando o vir. Tenho perfeita noção que por muito que imagine, será uma experiência completamente nova e carregada de emoções que não vale a pena imaginar porque não vou conseguir adivinhar agora. E sei que depois só posso sentir saudades de tudo isto... E que vou querer ter mais filhos! =) Porque esta sensação é boa demais!

Sei que só de tentar imaginar, a torneirinha dos olhos se abre... é a única coisa que sei! E sei que estou ansiosa para ver também a cara do I grande... Estou ansiosa por ver aqueles olhos a brilhar como tenho a certeza que vão brilhar (disso tenho eu a certeza!). 

Sei que agora, mais do que ontem, o dia está mais perto. Sei que pode acontecer a qualquer momento e que está tudo preparado para isso. Sei que tenho post-its em locais estratégicos da casa, para coisas ou funções que só podem ser postas em práticas no momento da saída. Mas também sei que por muito que prepare, não sei bem para o que vou. Porque é uma "preparação teórica" no verdadeiro sentido da expressão. 

Já preparei muitas vezes grávidas. Já lhes falei como se soubesse exatamente como seria. Porque era o que tinha estudado ou tinha aprendido com os seniors. Mas estar deste lado, mostra que realmente é a vida que nos ensina muito e que eu vou crescer, tanto para mim e para a minha família, como para a população de quem "tomo conta". E eles vão ganhar muito com isso!

Se até agora eu dizia que a minha vida era como uma bagagem que tinha muitas coisas dentro, e que eu lhe podia ir acrescentando mais à medida que a ia vivendo, sei que estou a passar talvez pela experiência mais enriquecedora que lhe vai acrescentar muito! e ainda só levantei um bocadinho do véu! 
(Sinto que, nos próximos tempos, a bagagem terá que ter um sistema de fecho mais apetrechado, porque se sinto isto hoje, com o reboliço de experiências e conhecimentos que aí vêm, temo que fique a "rebentar" e eu ainda tenho muito para viver!)

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

Estar grávida é #5

Acordar às 3:10 com muita azia...

... e não conseguir dormir...

... e tomar Kompensan às 3:15 enquanto a Gia olha para mim com ar de sono e de "não há engano?"

sexta-feira, 19 de abril de 2013

E chegou a touquinha da Rosinha de Portugal!

Como eu já falei aqui e aqui (e porque adoro toucas! e porque o baby I vai usá-las), estava à espera que a Rosa da Rosinha de Portugal terminasse a touquinha que lhe encomendei. E a touquinha chegou ontem! E é um amor!


Tal e qual lhe pedi, no modelo escolhido, para o tamanho certo, e na cor ideal! Adorei! 

... e o coelhinho também ;)

Agora só falta esperar mais uns dias e ver como fica no meu príncipe!!!

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Quantos somos?

Segundo as estatísticas, o Blog Aventuras a 4 já teve quase 7000 visualizações, mas só aparecem aqui na barrinha da direita 8 seguidores. Cliquem em "Aderir a este site" para podermos saber quantos somos realmente! ;)

Vamos ter que lá voltar...

Daqui a 20 dias eu e o I comemoramos 3 anos de casamento. Ou seja, daqui a 21 dias faz 3 anos que estivemos 7h numa fila no aeroporto para tentar embarcar para o nosso destino e às 22h viemos para casa, porque, por causa do famoso vulcão islandês, não íamos conseguir voar... Mas daqui a 22 dias faz também 3 anos que afinal fomos! =) Foi um bom início de casamento!!!

O casamento foi planeado com tempo, não nos podemos queixar. E embora não deixássemos que nada fosse completamente entregue a alguém (porque queríamos tero nosso cunho pessoal em tudo), tivemos muita gente a ajudar. Tínhamos tudo muito bem organizadinho. Mas eu também tive uma avaliação 2 semanas antes e o I teve que dar muito mais de si, pelo que, nos dias anteriores, andávamos completamente esgotados... Já só sonhávamos com a viagem para o paraíso (que teve que ser adiada, mas, pelo menos, foi só 1 dia!!!).

Queríamos uma viagem que unisse cultura e história com relax total e escolhemos a Tailândia - Banguecoque e Krabi. E, embora as viagens fossem muito cansativas, valeu muito a pena! Enquanto Banguecoque é quase destino obrigatório para quem visita este país, o tal relax total podia ser conseguido em vários locais e Krabi, não era de todo o mais procurado (e ainda bem!). Tinha pouquíssimos resorts, e estes, embora com muito boas áreas, não podiam alojar muitas pessoas, pelo que tínhamos chegado (realmente!) ao paraíso! Só ouvíamos os sons da natureza e quase que não nos cruzávamos com ninguém, uma delícia!



Ficamos no The Tubkaak Krabi Boutique Resort, que eu recomendo vivamente! Era tudo fantástico: o som do silêncio entrecortado com o barulho dos animais todos que vivam tanto no resort como na selva que existia do outro lado da rua, os bungalows, os mimos que recebíamos todos os dias, os empregados com aquele sorriso sempre rasgado, tudo! 


Eu sei que estamos a falar de uma lua-de-mel, e que, só por si, tem todo um encanto diferente, mas não era só dos nossos olhos, as imagens falam por si, não?


A cor da água, as viagens que fizemos, as praias que pisamos.. tudo uma verdadeira delícia!


Mas uma das coisas que ainda mais me atraiu, no povo tailandês em geral também, foi a sua fé tão vincada. E, neste resort, além de haver, como em todas as casas tailandesas, as casinhas dos espíritos, semanalmente iam lá monges para que, após oração conjunta, pudéssemos fazer-lhes oferendas e assim contribuir para a sua vida monástica. Eram rituais praticados bem cedo pela manhã mas que nós fomos nas 2 semanas que lá estivemos. 
Relativamente às casinhas dos espíritos, estivemos a falar sobre elas com os empregados, porque nos suscitaram muita curiosidade. Tratam-se de um abrigo para os espíritos ou seres celestiais, que "moram" no Paraíso, e que são benevolentes, protegendo a casa e jardim. São feitas oferendas diárias de flores, velas, luzes coloridas, incensos e até comida. Assim, os espíritos ficam calmos, não atrapalham o quotidiano das pessoas, e ainda ajudam na concretização de desejos. Logo, nós, acabadinhos de casar, falamos com eles, e pedimos que nos ajudassem no futuro a formar uma família feliz e que se tal acontecesse, teríamos que lá voltar! Vem aí mais um elemento para a família..... Lá vamos nós ter que fazer o sacrifício e respirar este ar outra vez!!! ;)

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Adorei, Rita!

Semana passada, no meu aniversário, umas pessoas muito queridas ;) ofereceram-me uma sessão fotográfica para que este meu estado de graça pudesse ficar registado de uma forma diferente. 
Fiquei toda contente e falei logo à Rita (RGArcher), que me mandou quase no dia seguinte para lá (é que a brincar, a brincar, já eram 35 semanas!!).
Nunca tinha feito nenhuma sessão em estúdio e não sabia muito bem para o que ia. Mas a Rita deixou-me super à vontade (é uma querida!) e eu nem me lembrava, quase!, que tinha uma câmara fotográfica à frente! Aliás, estava tão bem disposta que só me ria! As imagens conseguiram captar o meu ar super-feliz de grávida para eternizar este sentimento maravilhoso e que me enche o coração, e são de um pormenor que acredito que mais tarde olhe para elas e reviva tudo o que estou a viver de bom! Aconselho vivamente!



(São apenas um cheirinho do trabalho fantástico que foi feito!)

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

terça-feira, 16 de abril de 2013

Pink it's the color of passion!


Hoje estamos assim!

E por falar em Pink, a música deste fim de semana foi "Just give me a reason". Já conhecem? Adoro!

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

segunda-feira, 15 de abril de 2013

E um fim de tarde assim?

(foto boa do fim-de-semana)

Eu de lado no sofá, com a cabeça do meu amor grande apoiada no corpinho do meu amor pequenino (que está no meu corpinho também), com a Gia ao lado a ressonar consolada, com a luz do terminar do dia a entrar pela sala, no silêncio...

Haverá algo melhor?

(Há claro! E diz que está para chegar!!!)

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

Um Pequeno Gesto...




... Uma Grande Ajuda!


Logo


Não sei se vocês já conhecem, mas este projecto fantástico teve início em 2004, com o objectivo de criar condições de sobrevivência (alimentação, vestuário, higiene e saúde), educação, infra-estruturas e sustentabilidade em Moçambique. 
Desde o seu início que, todos os anos, tem chegado a mais crianças e alargado a sua área de intervenção a mais famílias, como o apoio a jovens que querem ingressar a Universidade mas não possuem condições financeiras, apoio a jardins-de-infância, financiamento de bolsas informáticas, criação de infra-estruturas -furos e palhotas, financiamento de projectos de alfabetização e apoio a idosos isolado, entre outras actividades.

Dentro deste projecto, está o projecto de apadrinhamento das crianças. Qualquer um de nós pode ser padrinho, e assim contribuir para o seu desenvolvimento - alimentação, saúde, escolaridade,... O nome deste projecto "Um Pequeno Gesto - Uma Grande Ajuda" diz tudo, porque a nossa ajuda (equivalente a menos de uma ida ao cinema por mês), faz toda a diferença na vida destas crianças. Mas toda mesmo! Pessoas muito próximas de mim, que também apadrinharam esta causa, já estiveram com os seus afilhados, em missões de voluntariado, e confirmam tudo isso. Vale a pena!



E também vale muuuuuuuuuuuito a pena receber estas fotografias, que demonstram a realidade da alegria desta criança (que é a nossa afilhada) ao receber os presentes que lhe enviamos <3

Se estiverem interessados em ajudar (com muito pouco por mês, mesmo!), os contactos são:
Página oficial da UPG: http://www.umpequenogesto.org/

Se tiverem dúvidas em que possa ajudar, não hesitem em contactar-me.

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

Semana 36

Está quase! (suspiro) Cada vez mais se aproxima da hora e começa a surgir uma ansiedade (ou até mesmo um medo) que até agora não existia. E ser uma grávida médica não ajuda em nada. Tudo o que eu já vi (mas tudo o que eu nunca vivi do lado de lá), tudo o que eu sei (e que era muito melhor que não soubesse), deixam-me ligeiramente inquieta: será que vou ser capaz?, será que me vou portar à altura? (até já me passou pela cabeça: será que vou reconhecer os sinais do parto?)
Não tenho receio (ainda...) de pensar que vou cuidar dele e que irá depender de mim para tudo. Mas tenho algum da amamentação.. Será que vou conseguir? Não tenho receio dos banhos - até estou muito entusiasmada com a ideia desta vez poder manejar à vontade um recém-nascido que não é de outra mãe!, mas já arranjei um pediatra a quem o vou entregar todinho, porque sei que eu não seria capaz de examinar o meu filho com olhos de médica. 
A minha grande expectativa, neste momento, está mesmo ligada a estes dias próximos, ao que se vai passar com o meu corpo, ao parto, à nossa separação (porque vai deixar de ser só meu), à saudade de o ter cá dentro (que acredito que seja rapidamente superada ao olhar para ele e ao pegá-lo ao colo e mimá-lo), e, claro, a ter a certeza que está mesmo tudo bem com ele. E isso, só vou saber aos poucos, à medida que ele for evoluindo. E eu rezo todos os dias (e várias vezes por dia) para que o meu pequenino seja perfeito e saudável. Sim, porque acho que só entendi realmente o significado desta expressão agora. Perfeito e saudável. E não há nada mais importante que isso.

Esta foto não foi hoje mas foi ontem, às 35 e 6 dias (vai dar ao mesmo!)

E para não variar, o que é que diz o meu querido baby center esta semana?

Como o seu bebé está crescendo:
Reta final! Quando esta semana terminar, seu bebé estará oficialmente "a termo", ou seja, não será mais prematuro se resolver nascer antes da hora. Mas o melhor é não ter pressa. Lembre-se de que a gestação dura oficialmente 40 semanas. (já sei... não é preciso dizerem isso a toda a hora..) O mais provável é que seu bebé esteja na posição certa para nascer, ou seja, de cabeça para baixo. (está sim!) 

Como fica sua vida: 
Agora que o bebé está grande, pressionando todos os seus órgãos, pode ser que você não tenha mais tanta fome quanto tinha há algumas semanas. É melhor comer pequenas porções e com mais frequência. (sim, já não me tenho levantado a morrer de fome, é certo..). A falta de ar é um sintoma desagradável dessa fase (yes, i know..). Avise o médico, porém, se tiver falta de ar em consequência de uma gripe. Grávidas ficam mais sujeitas a infecções, portanto é sempre bom ficar atenta. Se for seu primeiro filho, em algum momento daqui para a frente o bebé pode encaixar. Caso isso aconteça, seus pulmões e seu estômago terão um refresco: vai ficar mais fácil respirar e comer. Andar, porém, é outra história. Algumas mulheres dizem que parece que o bebé vai despencar a qualquer momento. Sabe aquelas grávidas que só conseguem sentar de pernas abertas? (pois... vamos lá ver como vai ser isto... é das tais coisas..)
Para mães de segunda viagem ou mais, o bebé normalmente só "desce" poucas horas antes do parto (ok, para a próxima já sei!)

Esquecida: Você anda esquecendo compromissos? Está difícil trabalhar? A sensação de estar avoada é comum neste último trimestre. (só neste????)Além das mudanças hormonais, você provavelmente não está dormindo direito de tantas vezes que precisa levantar para fazer xixi. Tem um monte de coisas para organizar, e não consegue parar de pensar em como vai ser o parto e o rostinho do bebé (pois...). Para ajudar, relembre as táticas para dormir bem na gravidez. É ótimo guardar o máximo de licença-maternidade para depois do parto, mas não precisa ser supermulher: se você estiver se sentindo muito pesada e estiver difícil trabalhar, converse com o obstetra.

E pronto, é isto... A minha empregada foi mais uma vez avisada de tudo o que vai fazer se ela chegar cá num dia de manhã e eu não estiver: lavar tudo nos quartos (meu e dele), para estar tudo o mais fresquinho possível e sem pó! A maxi-cosi já foi experimentada no carro e eu já avisei o pai onde estão os protectores dos vidros do carro, para ele poder colocar no sítio para a viagem para casa. Só me falta mesmo ir comprar a tal cinta que a parteira recomendou e... acho que está tudo! ;)


Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

domingo, 14 de abril de 2013

Passatempo Dia da Mãe

Tomei conhecimento há muito pouco tempo da Rosinha de Portugal, mas adorei o que conheci tanto dos trabalhos oferecidos pela marca como da responsável por ela, a Rosa, que me ajudou imenso em algumas dúvidas que tinha (super profissional, simpática e acessível). Agora, já só aguardo ansiosamente a touquinha que encomendei para os primeiros dias do Baby I (como referi aqui), para o poder comprovar com os meus olhos e mãos! =)

Entretanto, e como o Dia da Mãe está já aí, tenho uma novidade óptima! A "Rosinha de Portugal" em parceria com "Aventuras a 4" reservou para o Dia da Mãe uma surpresa especial! Para ganhar um par de sapatinhos da "Rosinha de Portugal" só tem que: 
- Fazer um like na página do FB do Aventuras a 4;
Arranjar inspiração e criar uma frase onde entrem as palavras "Aventuras", "Primavera" e "Mãe". 

A frase mais original ganhará este par de sapatinhos!



O passatempo é válido até dia 22 de Abril, por isso, toca a trabalhar!! 




Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!

E com a vinda do calor...

... é necessário arrumar com as botas e as galochas para começar a procurar coisinhas de verão!




Como já devo ter dito umas 8797 vezes a quem me conhece, eu, que sempre achei que tinha nascido para ter filhos, nunca pensei que esta sensação de estar grávida fosse tão, mas tão boa! Mesmo não tendo posição na cama, e acordar sempre com dores no corpo, e demorar não-sei-quanto tempo a virar-me para um lado e para o outro com dores (sim.. isto tudo ainda na cama), e ao levantar-me só conseguir pensar "quanto tempo é que ainda falta?", a verdade é que é bom demais ter este serzinho a crescer dentro de mim. É que depois, até pode vir a pertencer ao mundo, mas agora é só meu! Por isso, tempo não avances só por eu estar extremamente ansiosa, e porta-te como tens que te portar, para eu poder aproveitar ao máximo estas dores que já estão a chegar ao fim!
E estão mesmo a chegar ao fim, essa é que é essa! Daqui por pouco mais de 3 semanas, já não vamos estar aqui, ao fim de semana, sem qualquer preocupação (excepto de alimentar e passear a Gia). Então este ano, vai, com certeza, ser o ano mais diferente da minha vida!! E, mesmo por isso, já só me consigo ver a andar a maior parte do tempo com alguns kg de criança ao colo (a usar o meu super-sling!!), logo, vou precisar de muitas sandalinhas rasas e sabrinas, para não falar das sempre amigas havaianas e melissas. (Calma gente, que eu sei que não se deve andar sempre com eles ao colo, mas estou a falar do verão, não do inverno, e se o verão termina em setembro, nessa altura, ele ainda será muito bebezinho, no máximo com 4 meses e pico, e se eu não aproveitar agora, aproveito quando?)

Assim sendo, sapatinhos lindos, fofinhos e confortáveis que eu gosto:



Bimba & Lola


Mango

Massimo Dutti




Zara

São ou não são giros?

Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!