segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Challenge accepted!

Este sítio tem estado um pouco adormecido, por razões várias.. Custa-me imenso, porque gosto de escrever e deixar registado aqui um pouco dos meus dias, mas nem sempre dá. 
Já aconteceu imensa coisa desde o último post, o I evoluiu tanto, que... nem sabia bem por onde começar! 
Entretanto ontem vi que a querida Supimpona me tinha lançado este desafio, que eu aceitei, toda contente ^_^. No fundo, a ideia é respondermos a algumas questões para darmos a conhecer mais um pouquinho de nós. Aí vai!

1. Com que tipo de blogs mais te identificas?

Eu vou tentando acompanhar alguns blogs (não tantos quanto gostaria, porque não tenho mesmo tempo). Tudo começou quando estava de baixa por causa da gravidez (excepto o da Pipoca Mais Doce), por isso, inevitavelmente, são blogs de mães. Mas também gosto muito de Blogs de Culinária, de Fotografia, de Moda.

2. Quais as tuas marcas preferidas (podem ser de qualquer coisa, moda, decoração....)?
Marcas preferidas? Hmmm... Esta pergunta pode ser muito abrangente! e já estou aqui a pensar há algum tempo sem conseguir dar uma resposta.. No fundo, não é bem marcas preferidas que tenho. Tenho mais estilos preferidos, não marcas. Para mim e para o I, por exemplo, tenho estilos muito bem definidos. Depois, conforme a ocasião, compro nas marcas que melhor preenchem o nosso estilo.


3. Como gostas de festejar o teu dia de anos?

Gosto de não trabalhar no meu dia de anos. Isso é essencial! Para poder estar com os Meus-Mais-Que-Tudo ao máximo. Para podermos passear, conversar, rir,... ESTAR!

4. Se tivesses que ir viver para uma cidade qualquer do mundo, qual escolherias?
Não consigo imaginar-me a viver fora do sítio onde está a minha família e os meus amigos. Aliás, se não fosse isso, já cá não estava com toda a certeza. Tenho raízes muito fortes com a minha família (de sangue e não só) e custa-me muito imaginar-me longe. Não que todos os dias esteja com eles, muito pelo contrário, mas estar perto é muito importante para mim. No entanto, se tivesse que viver fora, seria numa capital europeia, com toda a certeza. (de preferência, com voos baratos para cá ;) )


5. Quando eras pequenina o que querias ser quando fosses grande?
Sempre quis ser médica. Também tive um período em que queria ser também bailarina (fiz ballet alguns anos) e outro em que quis seguir outra minha paixão a música (andei no conservatório - piano - até ao 7º ano). Mas sempre quis ser médica, para poder ajudar os outros.

Agora as perguntas que deixo para resposta:
1. Como é que te defines?
2. Qual a tua maior qualidade? 
3. E qual o teu maior defeito?
4. Gostavas de ter mais tempo para fazer o quê?
5. Como é que te vês daqui a 10 anos?

Blogs que desafio:

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Fomos tirar o CC!

Começam os preparativos para as férias-parte-2 :) Adoro esta contagem decrescente para um objetivo muito bom a 3. É claro que até lá vão haver óptimos fins-de-semana aqui e ali que dão para descontrair da semana de trabalho e conviver com amigos e família, mas este objetivo a atingir é maior e eu gosto destes objetivos! 
Hoje fomos tratar do CC dele senão não há viagem de avião para ninguém ;) Sair a correr do trabalho, vir ter com ele e com a minha mãe que já lhe estava a dar a sopinha, almoço rápido e toca a ir ter com o pai para tratar destas burocracias. Não fosse termos ficado à espera perto de hora e meia e ele quase ter adormecido no meu colo, de certeza que a foto saía perfeita, mas... Não dormiu e ficou mal dispostinho... E, como tinha quase a certeza que ia adormecer no carro na vinda para casa, achei por bem comprar qualquer coisa no supermercado para ele comer e depois poder dormir seguido. E não conhecia mas encontrei estes pacotes de fruta que são uma invenção excelente: não precisam de colher, são super práticos! Comeu pão e um pacote destes antes de entrar no carro, adormeceu e agora está ali como um anjinho, na caminha (sim, porque da forma que os sonos dele - e os nossos!!! - têm sido, não dá para brincar e há que lhes ter muito respeito...).


quarta-feira, 23 de julho de 2014

Adoro quando...

... Ele acaba de adormecer e ri-se mesmo com vontade durante uns bons segundos! Estará a sonhar com quê?

Uma coisa é certa: esta criança é muito feliz!

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Verão também é #1

Sinal de pés morenos!



Ainda não estão grande coisa porque o tempo não ajudou, mas em setembro vão estar! Garanto!!

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Tempo de silêncio

Eu até tenho um post quase completamente escrito para postar, mas ando sem vontadinha nenhuma. Parece que me ando a arrastar, sempre cheia de sono e com vontade de dormir. Se me deixassem, era o que fazia - dormia! E estou, praticamente, a chegar de férias! Mas, férias com uma criança de pouco mais de um ano é dose.. Aliás, é tirar o cavalinho da chuva: não vou ter férias-férias nos próximos anos, é para esquecer! Até porque eu não me queria ficar por aqui, pretendo ter outro filho, por isso...

Mas ainda hoje, numa consulta, me revi: uma utente, no meio de outras queixas, disse-me: "Não sei o que se passa comigo. É costume em maio termos muito trabalho na empresa e eu andar a arrastar-me, mas passa. Este ano não está a passar!". Esta utente tem uma filha de quase 2 anos. Antes desta queixa, mostrou-me exames que lhe tinha pedido e estava tudo impec. Só que a filha desta utente tem 2 anos e ainda não a deixa dormir uma noite inteira seguida. E esta mãe só a conseguiu deixar na avó a passar a noite uma vez, porque diz sentir culpa. Porque sente que não lhe dá a atenção devida por causa do trabalho e tenta compensá-la de todas as formas e mais algumas. E eu a ouvi-la e a identificar-me. E a pensar que isto não pode ser mesmo assim. Temos mesmo que tirar algum tempo para nós, senão fica muito difícil. 

Eu amo o meu filho e a coisa que mais prazer me dá na vida é estar com ele. Aliás, já disse e torno a dizer: gosto muito do que faço, mas, se pudesse ficar todos os dias com ele, eu ficava. No entanto, desgasta-me mesmo! Eu vim toda partidinha das minhas férias! Mas literalmente. Os 13kg dele pesam como sei lá o quê. Já pareço os meus velhinhos: tenho que me levantar muito devagarinho, senão não me levanto, tamanha é a dor lombar! Durante as férias, tive picos de febre e até achei que era uma infeção renal, tamanha era a dor... É a lombalgia e o sono... Sábado, entreguei-o ao pai às 9:30 e dormi até às 12, mas confesso, se pudesse, continuava a dormir sábado fora. E ia fazer-me tão bem!

Agora só pensamos nas próximas férias: vamos de avião para um sítio com pulseirinha "tudo incluído". Levo com os 13kgs na mesma. Vai acordar de noite, com algum pesadelo, na mesma de vez em quando. Mas, ao menos, não faço mais nada :P Tenho dito!

sábado, 28 de junho de 2014

Das melhores sensações

Ele já me abraçava e dava beijinhos, mas desde ontem que, quando se lembra, agarra-se à minha face com uma mãozinha de cada lado, olha-me nos olhos, diz "mamããã" e espeta-me beijinhos! 

Não-se-aguenta!


Está cada dia mais ternurento, este meu filho!

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Baby I vai à praia!

Este rapaz de pouco mais de 13 meses já não tinha muitos fatos-de-banho que lhe servissem. Está a vestir o 18-24 e por isso tivemos mesmo que sair para as compras. Para ele, esta tarefa foi bem mais simples! Já lhe tinham oferecido uns da zara Kids que lhe ficam um apetite, pelo que foi só procurar outros padrões. 




Não vejo a hora de o ver com eles a dar aqueles passos maravilhosos na areia!

Entre outras coisas, encontrei na zippy umas tshirts com proteção UV. Ainda não tinha ouvido falar mas, pelo sim pelo não,  já cá cantam também!


E pronto, já pouco falta para completar a minha lista de afazeres pré férias.
A lista do continente online está praticamente pronta, agora é só organizar tudo nas malas.

Estou a morrer por estes dias em paz só nós os 3!

terça-feira, 17 de junho de 2014

Conclusão do dia

Temo estar a criar um rapaz demasiado exigente no que toca a massagens e mimos no geral.

Mas não resisto a vê-lo trocar os olhos e a suspirar....

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Finalmente os bikinis!


Ultimamente não tenho tido tempo para NADA, mesmo NADA. Para ajudar à festa de não andar a conseguir, ainda, organizar-me para as minhas corridas, conseguimos que a minha mãe fosse submetida a uma cirurgia em tempo record. Ou seja, de um momento para o outro, toca a organizar a cirurgia e a reorganizar a minha vida, da L, da Mi e dos meus utentes... A cirurgia já foi na passada sexta-feira (e correu tudo bem, graças a Deus!), mas agora não posso contar com a minha mãe para me ajudar com o Neneu. E vocês não sabem a preciosa ajuda que é! Todos os dias da semana é a minha mãe que me safa. Mas todos mesmo! O que me vale é que sábado vamos para o sul, o filho da minha querida L já está de férias, e tenho a Mi para me dar uma mãozinha também.

Assim, tenho pela frente o resto de uma semana que nada tem a ver com as semanas habituais, com a L à minha espera (a esticar o horário de trabalho o mais que pode) todos os dias, e com malas e compras para fazer. Compras estas que têm que ser acompanhadas por uma criança de 13 meses que não pára. E se estiver muito calado, é porque tenho que olhar à volta para procurar as meias e as sapatilhas. Ou então está só a tentar enfiar os dedos dos seus pés gordos no nariz de alguma menina que o veio espreitar (quem é que me mandou passar a vida a cheirar com cara de prazer aqueles pés? ele acha que é o melhor que pode oferecer!).

No meio da lista de compras estavam bikinis para mim. E esta tarefa era praticamente impossível com o miúdo comigo. Sim, porque, sabendo eu que iria ter que vestir uns 98792 bikinis, e trocar tamanhos e cores, não ia dar jeito nenhum ainda ter que empurrar um carrinho!

Assim, domingo, ele acordou às 7 (sim, 7! e desta vez era a minha vez de tomar conta, já que tinha sido eu a dormir de manhã no sábado), tomamos o pequeno almoço, brincamos, dei-lhe o iogurte e às 10:30 estava ele na caminha. Posto isto, saltei para o shopping para a árdua tarefa de escolher bikinis. Esta tarefa sempre foi difícil, mas agora... ui agora... Além de estar a precisar (muuuuuuuuuuuuito mesmo) de exercício, os tamanhos a escolher já não são bem os mesmos. O corpo mudou mesmo... Bem me diziam! Por isso, e acreditando que para o ano, o corpo vai ser outro outra vez :P - tenho mesmo que me organizar e correr - não valia a pena grandes investidas, pelo que me fiquei por estes:

Osho

Blanco


Osho

Blanco

São giros ou não são? E os que gosto mais são mesmo os da Blanco (e são baratíssimos!).

Cheia de sacos (incluindo MacDonalds para o almoço de domingo) a chegar a casa =P


Hoje já fui acompanhada pelo meu terrorista para compras para ele. Mas ainda não tirei fotos, depois mostro.

As vossas compras para as férias já estão feitas?


E o masoquismo continua!

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Baby I masoquista!

Pois que agora dá-lhe para isto constantemente: vai até ao interruptor das persianas e clica no que dá para fechar. Depois, em vez de acender a luz ou abrir a persiana, grita como um perdido!

domingo, 25 de maio de 2014

Com 12 meses e 23 dias, ele...


... dorme a noite inteira (salvo raras-que-sabem-sempre-a-muitas excepções);
dorme 2 sestas por dia (uma de manhã e outra a seguir ao almoço);
já não vomita sempre que sente alguma coisa dura na boca (muito pelo contrário!);
ama pão e tostas;
diz "tê", a seguir a nós dizermos "um, dois...";
aponta para o cabelo, o nariz, a boca, os dentes, a p-l-nha e os pés;
agarra-se ao que lhe aparecer à frente para se pôr de pé; 
dá uns bons passos agarrado aos móveis;
dá uns bons passos sozinho!!! e, por isso, está cada vez mais perigoso, porque parece não ter medo de nada e lá vai ele!;
faz um pequeno berreiro de cada vez que é contrariado - berreiro esse que acaba logo porque percebe que não lhe damos valor;
está um estranhão de primeira e, se lhe tocam fica desesperado;
diz (quando quer...) mamã, papá, Xia, cuco;
responde "qué!!" quando estou a comer alguma coisa e pergunto "quer?";
dá gargalhadas nervosas (quase começa a chorar!) quando, de manhã, em vez de lhe dar logo a mama, começo a brincar com ele;
está mais bonito que nunca;
tem o sorriso-de-oito-dentes mais maravilhoso que eu já vi;
sabe perfeitamente quando faz asneiras e olha para o outro lado a rir (em vez de nos encarar);
faz-se sempre trocar de roupa quando lhe dou banho, tamanho é o banho que me dá a mim com as chapinadelas...

E só me apetece apertá-lo e mordê-lo, mas mordê-lo tanto, que às vezes até tenho medo de não me segurar!

Sushi

Se há cinco anos atrás eu afirmava que detestava sushi, há quatro anos estava in love! Foi em janeiro de 2010 que, quase para não fazer uma desfeita em casa de uns amigos nossos, voltei a provar sushi (era sushi do Terra) e me rendi. Depois dessa noite, fiquei quase obecada!, até sonhava com sushi!!! Entretanto, fiquei melhor :p mas confesso que é rara a semana que não comemos sushi... Sim, porque o Iri é igualzinho a mim nisto...
E pronto, ontem foi dia! O pequeno já tinha comido uma boa pratada de sopa e uma banana antes de sairmos, mas quando nos viu a comer olhou com a cara marota que tem posto desde que percebeu que agora deixamos provar as nossas refeições (à custa disso, semana passada, teve um rash horroroso que me fez panicar mas... adiante, que agora temos muito mais cuidado!). Provou as entradas e quando o sushi e o sashimi propriamente ditos apareceram, os olhinhos dele brilharam! Não, não lhe dei de tudo à maluca, como é óbvio, mas comeu salmão cru e o arroz, e foi pedindo mais :))) uma delícia de se ver!!!

terça-feira, 13 de maio de 2014

quinta-feira, 8 de maio de 2014

8 de maio de 2010

Há 4 anos atrás estava prontinha (a tirar umas fotos, vá!) para sair de casa. Estava ansiosa e o que eu queria mesmo era despachar-me! Dormi lindamente (tinha feito uma massagem no dia anterior que me deixou como se andasse aos saltinhos lentos em cima de nuvens), acordei, fui ao cabeleireiro fazer a base do penteado, vim para casa, almocei, e entretanto chegou a cabeleireira, o maquilhador e o fotógrafo. O vestido (da Katty Xiomara) estava pendurado no meu quarto há 2 dias e eu não via a hora de o voltar a vestir.

Saí de casa a horas com os meus pais (que estavam bem mais nervosos que eu, diga-se!) e ainda tivemos que esperar perto da igreja para não chegar primeiro que o noivo (família sempre muito pontual, esta minha).

A cerimónia foi maravilhosa, com tudo escolhido por nós: não só a missa com todos os pequenos pormenores que pudemos escolher, mas também as flores, que estavam lindas (obrigada J, tu sabes que eu amei), e a cantora, a harpa e o violino que ficaram sublimes. E claro, com as nossas pessoas, que lá estavam e que testemunharam tudo. 

Depois, o jantar, foi espetacular! Com tudinho (mais uma vez) pensado e repensado por mim e pelo I. E tivemos imensa ajuda da família e amigos, para ficar perfeito... E ficou! :D Obrigada primo C e, mais uma vez, J por todas as flores! =)

Nós irradiávamos felicidade! E hoje continuamos a irradiar. Já de outra forma, claro!,com muito mais amor, um pelo outro, e partilhado também com o nosso filho. Quem diria que o amor pode aumentar e aumentar e aumentar? Quem diria que dá para partir e repartir? (até dizem que é possível gostar tanto de outro filho como do primeiro... estou para ver!...). Mas isto para dizer que ainda bem que Deus nos fez cruzar, conhecer e desenvolver este sentimento tão grande que é este que nos une. Já passamos por tanta coisa, e estamos aqui, cada vez mais fortes e unidos. Cada vez nos conhecemos melhor e sabemos lidar melhor com as diferenças de cada um. E isso é tão bom... Quando digo que estou ansiosa que chegue o fim-de-semana nem é para ir para aqui e para acolá e fazer isto e aquilo. É para termos momentos grandes nossos, em paz, sem pressas... Porque é só o melhor que há!






Love You Baby!

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Oba!

Cara de sono, nem hidratante tive tempo de por, mas...


Ontem fui ao cabeleireiro!! Oba! E, se soubesse que ele se ia portar tão bem, já tinha ido bem mais cedo..
Adormeceu no carro, quando íamos para lá. Continuou a dormir quando o tirei do carro. No salão, acordou 2 vezes e adormeceu logo, só com uns embalos do carrinho. Quando acordou, já eu tinha feito as madeixas e ia lavar a cabeça. Sem se rir para ninguém esteve no meu colo, com uma perna de cada lado, a abraçar-me, com a cabeça no meu peito, a acordar devagarinho. Enquanto cortava e secava, esteve a brincar com o livro dele. Um espetáculo!!!

terça-feira, 29 de abril de 2014

Mais uma semana...

Mais um cabaz da natureza!


Desta vez já com os morangos que têm este aspecto tão fresco e que já vão ser usados na sobremesa ^_^

Entretanto, acaba de sair do forno este tabuleiro cheio de legumes assados (e biológicos!!!, excepto o milho, vá!) para acompanhar o salmão. É um óptimo acompanhamento, desta vez com beringela, curgete, cogumelos, cebola, tomate e milho.


E agora um muito obrigada público aos senhores do cabaz da natureza que hoje me deixaram este miminho: uma garrafa de azeite!


Vou jantar!!!

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Berços

Hoje acordei e lembrei-me: há um ano atrás passei o dia a chorar =) O Iri não conseguia entender, coitado!, e tentava fazer qualquer coisa para me ver a rir. Mas eu só chorava, era um facto. O parto iria ter que ser antecipado e, embora eu já só sonhasse em ter o meu filho nos braços, parecia que não estava a contar e, de um momento para o outro, só sentia que ele ia deixar de ser só meu (como se isso fosse o fim do mundo!!!).


Tinha tudo mais do que pronto (ainda assim, consegui fazer e desfazer a mala mais não-sei-quantas-vezes), só faltava ele chegar e ocupar o lugar naquele bercinho maravilhoso que mais tarde me custou tanto a tirar do meu quarto. Sim, porque embora o Ireneuzinho tivesse ido para o seu quarto (cama de grades) aos 5 meses e meio (outubro), o berço manteve-se no meu quarto até janeiro, quando passou para outra prima (e ficou um vazio tão grande...).

Ontem perguntaram-se se sabia de algum berço do género do meu. Há imensas lojas que nos oferecem berços maravilhosos, mas lembrei-me destas duas: Bebe Xik e Ma Petite Princesse. Além dos berços, têm roupinhas absolutamente deliciosas. Espreitem, que vale a pena.

Bebe Xik

Ma Petite Princesse

São ou não são uns amores?

(Sigo diariamente a Ana, da Ma Petite Princesse, e vou acompanhando o crescimento da bebé fofa que é a Constança. Passem lá no Blog e deliciem-se com as aventuras da última viagem deles! Eu ando cheia de vontade de conhecer a Costa Rica!)

terça-feira, 15 de abril de 2014

Cabaz da Natureza

Eu sempre tentei ter o máximo de cuidado na alimentação. Ter uma alimentação diversificada, com cozinhados saudáveis é essencial para o nosso corpo (e mente, arrisco dizer). Adoro frutas, amo sopas (na gravidez, até ao lanche, era sopa que comia!) e saladas, mas também sou louca por pão e um bom prato de massa. Há, apenas, que se comer de tudo, nas proporções certas. Sou daquelas que programa o dia alimentar, principalmente se este não for passado em casa, de forma a que nunca fique muito tempo sem comer, e para que nunca falte nada. E vou tentar educar o(s) meu(s) filho(s) assim.

A par desta preocupação na diversificação e na confecção saudável dos alimentos está (acima de tudo) a qualidade dos alimentos em si. Já não é de agora que tento comprar os legumes e frutos directamente aos produtores, mas nem sempre é possível. Agora, com o Ireneuzinho também a comer, a preocupação dobrou, o que me fez procurar outras formas de obter estes produtos.

E encontrei o Cabaz da Natureza. Um serviço óptimo de entrega, em casa, dos alimentos acabadinhos de colher, que nós escolhermos no site. Fantástico! A única regra é fazer uma compra de, no mínimo, 15 euros. Eu já fiz, já repeti, e vou continuar a fazer. Os produtos são óptimos, ainda trazem bichinhos (não há cá pesticidas, é o que interessa!), super-frescos!!! 





Não tem óptimo aspecto? Eu fico toda contente quando abro a porta e aparece o senhor com o cabaz! 


Então estas cenouras com os raminhos.. Uma delícia! 

E a Bimby já está a tratar da sopa do Ireneuzinho ;)

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Há 1 ano atrás....

... estava eu de 35 semanas assim ^_^





Estava enoooorme e nem sabia!!!

Também sentem isso quando vêm fotos da gravidez?

Saudades!!

O Tempo

O tempo. Esta pequena palavra é importantíssima para nós. Não só falo daquele assunto óptimo e maravilhoso corta-silêncios "como está o tempo hoje", mas do tempo mesmo, daquele constituído pelas horas, minutos e segundos. Diz que é o nosso maior aliado, que cura tudo. É milagroso! E parece mesmo! Quem é que no meio de uma tristeza profunda não ouviu um "vais ver que vai passar, dá-lhe tempo" e não acreditou, tamanha era a dor, e mais tarde, olha para trás e percebe que realmente a dor pode não ter passado de todo, mas, pelo menos, está muito mais atenuada? E quem foi o responsável, quem foi? O Tempo! Sim, esse senhor que faz parte dos nossos dias, ou melhor, que Faz os nossos dias, que É os nossos dias. E se quando queremos muito que um acontecimento surja parece que esse senhor está contra nós e que está a demorar a passar, há outras alturas que ele voa! Mas voa mesmo!
 
O tempo tem voado para mim... Ainda hoje de manhã, em conversa com uma amiga, falavamos disto. Ela está fora há 3 meses e queixava-se que não parecia verdade. E eu compreendo-a: se por um lado sinto falta da presença física dela e percebo estes 3 meses que já lá vão, por outro, realmente, parece que foi há muito menos tempo que a vi. Mas comigo tem sido tudo assim... É um desespero. Ainda semana passada, estava a abrir a agenda e a ver as marcações para o dia e dei por mim a pensar "esta grávida outra vez??? ainda semana passada cá esteve!". Pois, mas não, eu não marco grávidas com espaços inferiores a um mês (salvo excepções). É mesmo o Tempo que corre, corre, corre. E isto sente-se mesmo com as grávidas e as crianças pequeninas que eu sigo. Até me assusto quando percebo que já estão na sala de espera outra vez. É a forma mais objectiva que tenho de perceber o tempo propriamente dito.
 
Em casa nem se fala... A vida é um corre-corre... Se trabalho de manhã, acordo às 6.30, arranjo-me, dou-lhe de mamar, saio para começar as consultas às 8:00. Chego perto das14:00, almoço (geralmente ele já almoçou), ponho-o a dormir e muitas vezes não resisto e caio a dormir com ele também. Mas muitas vezes ganho esta luta e aproveito aquela hora e meia-duas horas para fazer alguma coisa de jeito (porque depois vai ser dificil). Entretanto ele acorda, dou-lhe o lanche, lancho eu, e é quando podemos sair para comprar alguma coisa no supermercado, ir ao jardim apanhar sol com a Gia, brincar, ajudá-lo no seu desenvolvimento que é louco a cada dia que passa. Entretanto já é hora de jantar! Janta ele, deitamo-lo, jantamos nós, sentamo-nos um bocadinho no sofá e lá se foi o dia. Quando trabalho de tarde, durmo um bocadinho de manhã e não há mais tempo livre. E é aqui que vou ter que começar a trabalhar. É aqui que vou ter que me deixar de coisas e começar a fazer alguma coisa por mim (enquanto ele dorme). Começar a correr a sério na minha marginal. Voltar aos meus quase-nove km que eu tanto adorava fazer dia-sim-dia-não antes de engravidar. É que não tenho a desculpa de ter que pegar no carro, é só atravessar a rua. Não tenho desculpa de não ter a quem o deixar, ele fica com a L. Com o tempo bom não tenho desculpa de estar frio e a chover. Só tenho a desculpa de estar muito cansada, mas não se pode ter tudo. E eu sei perfeitamente que depois é um vício e só se quer mais e mais, o difícil é mesmo começar. E é este início que me está a custar. Mas eu preciso. E este vai ser só o início da minha organização do TEMPO. Porque eu estou mesmo a precisar de ter tempo para mim. Para vir aqui escrever. Para ir ao cabeleireiro. Para fazer isto e aquilo. E eu vou conseguir. Dêem-me TEMPO!!! ;)

(faltaram também os utentes das 8:40 e das 9:00... Deram-me tempo :p)

Utente das 8:20 faltou

Obbba! (Ou não, mas isso não interessa nada para aqui)

Significa cappucino :p


Sempre ajuda a acordar e a receber os próximos mais bem disposta :p

Se bem que já estava contente. Há utentes que mal conheço, há outros que nunca vi mas há outros que conheço e já muito bem. E esses, que já me começam a ser muito queridos, incluem-me mesmo na vida deles. Partilham comigo as suas histórias, os seus problemas, as suas alegrias. Gostam de cá vir (às vezes até gostam demais...) e ficam felizes de me ver (é mesmo!!). E quando me perguntam pelo Ireneuzinho e eu "tenho" que pegar no Tlm para o mostrar e me babar com os elogios... Ui... :))))) - acabei de ter uma utente dessas ;)

Desabafo

Eu queria tanto, mas tanto, ter tempo e disponibilidade mental para vir aqui por a escrita em dia....

Se os fins-de-semana nunca duraram tempo suficiente, agora então é ver-me a acordar à segunda feira de manhã quase a chorar por não ser sábado: super cansada, com os olhos difíceis de abrir e com o corpo muuuito dorido. O mini pesa (só!) 11,300Kg e isto dá cabo das costas (e do corpo) a qualquer um. As sestas são cada vez menores e, se por um lado, é óptimo tê-lo acordado para brincarmos juntos e ver o seu desenvolvimento espectacular a cada dia que passa, por outro, o tempo disponível para tudo-o-resto-para-além-dele fica muito reduzido. É que ele já não se contenta em ficar no parque por muito tempo (muito menos amarrado no carrinho ou na cadeira da papa).

Mas eu vou conseguir! Eu tenho que conseguir! 

Boa semana para todos!

quinta-feira, 20 de março de 2014

E depois de um dia bem cheio...

... ainda ter que ir buscar o miúdo a casa dos meus pais, chegar a casa e dizer-lhe "já é tarde, agora só tomas banho amanhã, sim?". Depois, toca a preparar a papa enquanto ele corria a casa no voador. Papa pronta, tira-lo do voador e pô-lo a postos para a papa: papa já pouco quente para o seu gosto, embolou, embolou, abriu a boca e saiu a papa toda... por ele abaixo e pela cadeira toda. Tirar tudo, ele cheio de papa por todos os lados, incluindo cabelo, e metê-lo na banheira (quem disse que se pode adiar um banho??). Preparar outra papa, dar-lhe a papa, levá-lo ao wc, e quando o trazia para a massagem do pai: lago de xixi na sala!!! Toca a lavar o chão todo (a gia anda com alergias, faz corticos, bebe mais água, e depois, tem destes acidentes...). Deitá-lo e... vá lá!, foi o I que ficou de tratar do jantar: foi só chegar à sala, pegar em 2 pratos, 2 recipientes para o molho de soja, e abrir o saco que entretanto nos chegou à porta de casa ^_^ SUSHI!!! 

Boa ideia, Pai do meu filho! ^_^

quarta-feira, 19 de março de 2014

Feliz Dia Do Pai! ^_^


Este ano aguentei-me!
No ano passado, o mini ainda estava cá dentro, por isso, sendo eu a dar o presente ao Pai dele, pude muito bem matar a minha ansiedade de ver a cara de surpresa do I mesmo à meia noite do dia 19 (eu sou assim... fico roidinha quando o assunto em questão são surpresas...).
Este ano, isto já não podia acontecer... Ele tinha que estar acordado (afinal o Pai é dele!!) e como à meia-noite ele mama mas é em modo olhos-fechados-mesmo-mesmo-mesmo-a-dormir, tive que esperar por hoje.
Acordei com o barulho do I a tirá-lo do berço e saltei da cama para ir buscar os presentes escondidos e, ainda meia zonza, fui a correr ter com eles, com o meu maior sorriso, pus os presentes na mão do mini e lá soltei o meu/nosso "Feliz Dia do Paaaaaai!!!". Ele, que nem se lembrava que seria tal dia, ficou todo contente (e eu ainda mais ^_^) (e o mini só ficou mesmo preocupado porque lhe estávamos a empatar a hora da mamada).
Os presentes foram super-simbólicos, mas aqui ficam (quem ainda não comprou, pode sempre copiar a ideia):

Uns chocolatinhos da Hussel para um Super Pai ^_^


E uma mão gordinha eternizada <3

O primeiro trabalho manual do mini <3 primeiro que conseguisse que ficasse direitinho... Nem vos digo nem vos conto... Com a minha mãe a segurar nele e a prender a mão esquerda, eu estava encarregue de SÓ pressionar a mão direita, mas o sacaninha teimava em mexer a mão ou agarrar a massa... Mas lá conseguimos! E o Pai amou!

Para o melhor Pai do Mundo (sim, é o meu!, porque o pai do meu filho ainda tem muitos aninhos pela frente para chegar ao patamar do meu Papi ;) ), a ideia da mãozinha será a mesma, mas vou pôr um dedinho meu lá também (mostro mais logo). Já chega as vezes que entramos lá em casa e ele vai direitinho ao neto e só me dá o "Olá" mais rápido do mundo (sim, são os meus ciúmes a falar), por isso, não podia dar só a mãozinha do neto! Então aí é que me anulava!! :P É mesmo o melhor Pai do mundo e eu cresci a pensar que só queria um marido que fosse metade do que ele é ;) e o I não me tem deixado ficar mal ;).

E vocês? Que deram aos vossos pais e aos pais dos vossos filhos?

M#%$£ de vida

Diagnosticar um cancro da mama numa loca-pós mastectomia em 1997...

domingo, 16 de março de 2014

Não lhe resisto!!!

Esta criança, no alto dos seus 10 meses e uns dias, está cada vez mais apetecível. E eu tenho que resistir para me conter e dar só uns 78676 beijos de cada vez. E o pior é que ela gosta! E tanto lhe dá para se rir sem parar quando os recebe, como, se estiver para adormecer, adormece assim mesmo, comigo a beijá-la.



Depois, também dá imensas gargalhadas sozinha e depois olha para nós, para nos rirmos todos juntos. Bate na boca a fazer ohhhh para fazer "som-à-índio", bate palmas e grita, tudo para nos chamar a atenção. A nós e à Gia que, coitadinha, delira com ele, faça ele o que fizer. É que se ela tem muito amor para dar e lambe, lambe, lambe, ele ora lambe também, ora aperta-a com tanto amor (leia-se força) e puxa-a para ele, ora vai a correr atrás dela no voador e eu só a vejo a fugir à frente dele (o pior é que os corredores têm um fim, que geralmente é uma parede, e a desgraçada fica ali apertada). Mas mal se sente assim, lambe-o.... é porque gosta... É muito amor junto!!!




(Não consigo colocar vídeos aqui, mas no FB consigo, por isso vou deixar lá uma amostrinha da relação deles os 2 ;) )

quinta-feira, 13 de março de 2014

Envelheci meia dúzia de anos

Já não é de agora que o mini anda com um vício terrível de se atirar para trás, sem mais nem menos. Eu digo-lhe que não pode, repito e torno a dizer, mas não há forma de ele "perceber". Por ver a frequência com que o faz, já previa que mais cedo ou mais tarde se fosse magoar. Só torcia para que não se magoasse muito...

E pronto. Dia maravilhoso de sol, depois de mamar, sentei-o no trocador para colocar outra roupa para irmos para o jardim com a Gia passear. Estou eu a desabotoar os botões da camisola e ele atira-se para trás com toda a força... O trocador tem a toda a volta aquelas barras de madeira (que funcionam como segurança), e eu já tinha uma almofada sobre a barra que fica acima da cabeça dele quando está deitado por causa desta mania dele mas mesmo assim... o estrondo foi tão grande e ele berrou tanto que eu não sei como me mantive calma a acalmá-lo... Passaram-me pela cabeça 1001 ideias más, depois tremi e muito... Mas só estava vermelho no local onde bateu, não teve qualquer alteração da consciência (ou algo que alertasse) e passado um bocado já se estava a rir às gargalhadas...

Mas eu envelheci, de certeza, uns bons aninhos... Fomos para o jardim a seguir, ele gritou Xiiii (Gia) várias vezes enquanto ela corria, muito bem disposto. Cá em cima, "voou" no voador como eu ainda não o tinha visto "voar", riu-se muito, gritou, puxou o rabo e as orelhas à Gia (e ela a adorar e a lambê-lo de volta), tomou banho todo contente, comeu 250 de papa (porque não havia mais) e depois da massagem foi um tirinho até dormir. Aparentemente está tudo bem. Mas eu estou agora com uma dor de cabeça que não me aguento e devo mesmo ter envelhecido meia dúzia de anos...

quarta-feira, 5 de março de 2014

Que leite é que lhe dás?

Chegamos há bocadinho do médico de família. E ir lá é sempre uma festa! Não só pela festa que toda a gente lhe faz (gente que me viu crescer profissionalmente e como mulher) mas pelo espanto que se nota e que aumenta a cada consulta. Já disse aqui algumas vezes que ele era mesmo muito pequenino quando nasceu. E depois perdeu muito peso e estava a ser difícil recuperar. Chegou a estar no percentil 5-10 em peso e estatura. O que é certo, é que depois de começar a crescer, é sempre a andar!! E continua a aumentar nos percentis: neste momento, está nos 90 de estatura e entre 75-90 no peso. E quando o Dr S me pergunta (em todas as consultas) "mas que leite é que lhe estás a dar??", eu, toda contente, respondo "é mesmo o meu!". Sim, o meu bebé, ainda faz 4 refeições diárias com o meu leite. E se com a L, 3 vezes por semana come iogurte a meio da manhã, geralmente, nesses dias, a papa à noite é feita com este alimento maravilhoso. Não, não sou obcecada por este assunto. Mas que fico feliz por o meu lactente fazer jus ao que ele realmente é, lá isso fico!

segunda-feira, 3 de março de 2014

Barrinhas de cereais # Eu e a Bimby2

Eu adoro cereais e sementes. E adoro saber o que estou a comer, principalmente se for com as medidas adequadas. Com a bimby, tudo isto torna-se mesmo mais simples. Além de já ser uma alegria poder lanchar no meu consultório pãozinho feito por mim, agora vou poder levar estas barritas que deixaram um cheirinho pela casa de babar! E (confesso...) ao lanche, não resisti e comi 3 (as mais pequenas, vá!).


Adaptei a receita a uma que encontrei no fórum da bimby. Aqui vai:

Ingredientes:
200g de Flocos de Aveia
25g de Sementes de Linhaça
10g de Sementes de Girassol
90g de Avelãs
25g de Acúcar Amarelo
75g de Doce de Morango
1 Colher de Chá de Canela em pó
50g de Leite
25 Gr de Mel

Preparação:
Ligar o forno a 160ºC.
Colocar os flocos de aveia numa taça grande.
Colocar as sementes de linhaça no copo da Bimby e pulverizar 15 segs Vel 9. Misturar na taça com os flocos de aveia.
Colocar as avelãs e as sementes de girassol no copo da Bimby e dar 3 golpes de turbo. Juntar à taça com os flocos de aveia e as sementes de linhaça.
Adicionar os restantes ingredientes no copo da Bimby e programar 5 Mnts, Temp 50º, Vel 2. Deitar o preparado na taça com os flocos de aveia e envolver muito bem todos os ingredientes. Depois, deitar sobre uma folha de papel vegetal e espalhar bem até ter a espessura da barra de forma rectangular. Cortar as barrinhas com uma régua e levar ao forno durante 20min.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Massagens

Eu amo massagens. Amo tanto que faço sempre o maior esforço que consigo para me manter acordada até ao fim só para poder desfrutar ao máximo, mas é raro conseguir. A menos que a massagem não seja bem feita, ou eu esteja com medo de alguma coisa (como aconteceu em Banguecoque). Então cafonés... Ui...

O I grande ama massagens. E o I grande ama cafonés. E cafonés do mais estranho que pode haver. São uns minutinhos e Pumba! adormeço-o! Não é mesmo preciso muito...

Eu fui muito acarinhada em criança mas não me lembro de ser massajada de forma propriamente dita. O I grande também não.

Já o I pequenino...


O I pequenino é massajado a toda a hora! Fora os rituais diários de massagem pós banho, ele é massajado sempre a seguir ao jantar pelo pai (enquanto eu vou adiantando o jantar) e depois é massajado por mim, na cadeira de baloiço, enquanto lhe canto a nossa música e rezamos, antes de o deitar. Isto para não falar de todas as outras massagens "não oficiais".

Dito isto... Cheira-me que estamos a criar um pequeno homenzinho que ainda vai ser pior que os pais a pedinchar massagens...

Meninas... Preparem-se! Tirem muitos cursos antes de o tentarem engatar, porque não vão lá com 2 tretas!!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O pão de cereais # Eu e a Bimby1

Há uns tempos atrás, numa conversa com um grande amigo acerca das relações, dizia-me ele que podíamos comparar os sentimentos com duas panelas cheias de água. Uma delas estava sobre um bico de fogão apagado, mas era cheia com água a ferver. A outra tinha água fria mas ela colocada sobre um bico aceso. A primeira era a paixão: é toda uma explosão mas que acaba por arrefecer. Já o amor era a segunda panela: começava devagarinho mas se houvesse chama aquecia, aquecia, aquecia, e depois continuaria bem quente. 
Eu achei (e acho) esta comparação deliciosa e lembro-me imensas vezes dela. Inclusive durante estes dias em que a bimby veio morar cá para casa =P. Eu não me apaixonei por ela. De todo! Nunca me interessei muito por ela, sequer. Cara demais para o meu gosto e ainda por cima dava a impressão que eu ia ficar a cozinhar igual a toda a gente, porque "há livros e revistas e blablabla, e é só fazer o que ela manda e fica tudo perfeito"... Oi? Tudo o que ela manda? Logo eu que nunca sigo uma receita??? Que invento sempre aqui e acolá? Está bem, está... Aliás, ela veio morar cá para casa por insistência do meu marido. E aliás (outra vez), eu não assisti a uma demonstração e desejei tê-la: a querida Isabel é que veio trazê-la e demonstrou-a no mesmo dia. 
E é aqui que eu me lembro da história das panelas. Eu estou a amar a minha bimby a pouco e pouco. Estou a descobri-la e a interessar-me cada vez mais por ela. Nada mesmo de paixões à primeira vista!.... Olhei para ela desconfiada mas claro que gostei do que a Isabel me ensinou. Mas quando ficamos as 2 sozinhas, é que foi o "agora é que vão ser elas"! O mais importante, no momento, são as refeições do mini, por isso, na sexta acordei e toca a pôr a mão na massa. Comecei logo com uma sopa e... Não ficou espetacular... Fiz outra logo a seguir e já ficou muito melhor ;) Depois, sim, iniciei-me noutros campos: esparguete, esparregado, pudim de carne, omelete de espargos, molho de chocolate quente para acompanhar sorvete de frutas, molho bechamel, robalos em papelote com todo o acompanhamento, e por aí fora! É todo um mundo novo a descobrir!! Faz hoje uma semana que cá está e só usei o fogão uma vez (e por trenguice). Não há cá panelas sujas, é a limpeza total! E é óptimo deixar as coisas a fazer e confiar, oh se é! Quando ela veio, foi com a condição que ela é que me ia ajudar, não era eu que ia deixar de ser eu-mesma para me render às receitas que vêm com ela. Vá, nem 8 nem 80. Abro o livro, vou ao site, tiro ideias, faço umas adaptações, e tem corrido tudo lindamente! 




Quanto à receita do pão que já muita gente perguntou...

Ingredientes:
1 pacote de farinha para pão de sementes Branca de Neve
280g de água
pitada de sementes de girassol
pitada de sementes de sésamo
pitada de sementes de linhaça

Segui a receita de Massa Lêveda: juntei tudo dentro do copo e programei 1,30 min / 37º C / Vel 2, e depois 2 min / vel 

Seria, depois, só deixar a massa dobrar de tamanho e levar ao forno, durante 20 min a 180ºC. Deixei a massa dentro do copo e, supostamente, quando tivesse o dobro do tamanho, o copo medidor levantaria. O que é certo é que passou uma hora e meia e nada e eu tinha que ir trabalhar. Ou seja, só passadas 7:30h é que meti o pão no forno, já cheia de medo que não corresse bem... Mas correu! =) E não deixei só 20 min, mas uns 30 e tal!
Experimentem, que vale a pena ;)

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Vamos ser 5!

Nós e a Bimby!!! ^_^


Chega amanhã e eu, que nunca fui defensora da Bimby, confesso: estou em pulgas para experimentar!!!

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Bolo de laranja

Vem aí uma amiga lanchar com o baby? Não temos nada preparado para oferecer? Mas temos:
- 1 laranja
- 4 ovos inteiros
- 1 1/2 chávena de açúcar
- 2 chávenas de farinha sem fermento
- 1 colher de sopa de fermento
- 1/2 chávena de azeite?
Então vamos fazer rapidamente este bolinho!


Depois de ralar a laranja inteira (tirar só as pevides, vá,... mas incluir a casca), juntar tudo, bater e deitar tudo numa forma previamente untada e levar ao forno por 40 min a 180ºC. Depois, deixar mais 10 min a 150ºC, e já está!






Ela chegou, o bolo ainda estava (e esteve) no forno, mas quando o forno apitou... Ui! Que delícia! E que cheirinho já estava pela casa...

A casa, por seu lado, ficou a ganhar este cheirinho a Primavera! <3


É que se já é bom ter uma amiga, ter uma amiga que também é florista é ainda melhor. E então uma amiga que também é uma florista com bom gosto, é um espectáculo! Um dia mostro os pormenores do meu casamento e vão entender do que estou a falar ;)


Acompanhe o Aventuras a 4 no Facebook aqui!